Marreco Mandarim Branco adulto mais de 12 meses - Sitio Refúgio das Aves de Lumiar

Código: ES4Z8S3EY Marca:
Selecione a opção de Tipo:
Ops! Esse produto encontra-se indisponível.
Deixe seu e-mail que avisaremos quando chegar.
Ops! Esse produto encontra-se indisponível.
Deixe seu e-mail que avisaremos quando chegar.
Ops! Esse produto encontra-se indisponível.
Deixe seu e-mail que avisaremos quando chegar.
Ops! Esse produto encontra-se indisponível.
Deixe seu e-mail que avisaremos quando chegar.

Marreco Mandarim Branco adulto mais de 12 meses - Sitio Refúgio das Aves de Lumiar (sem data para disponibilidade)

Confira Nossa Política Comercial clicando aqui.

Confira os Destinos para Despacho Aéreo clicando aqui.

Confira os Destinos para Despacho Terreste clicando aqui.

----------

MARRECO MANDARIM BRANCO

O pato-mandarim (Aix galericulata), marreco-mandarim ou apenas mandarim, é um pato de médio porte, parente próximo do pato-carolino. Mede de 41 a 49 cm de comprimento, com uma envergadura de 65 a 75 cm.

O macho adulto é uma ave marcante e inconfundível. E uma das aves mais lindas das Americas. Possui um bico vermelho, faixas brancas crescentes acima dos olhos, uma face avermelhada e "bigodes". O peito é roxo com duas faixas verticais, os flancos rosados, com duas faixas laranjas que deslizam pelas costas. A fêmea é similar à fêmea do Pato-carolino, com um anel branco em volta do olho e desenhado para a parte de trás do olho, esbranquiçada na parte debaixo, com uma pequena faixa branca na lateral e esbranquiçada também na ponta do bico.

Os Patos Mandarins são referenciados pelos chineses como símbolos de carinho e fidelidade conjugal. Uma vez que, após acasalarem se mantêm aos pares para o resto da vida.
Na natureza, a reprodução acontece em áreas bem arborizadas, perto de lagos, pântanos ou lagoas. Eles nidificam em cavidades em árvores perto da água e, durante a primavera, as fêmeas colocam os ovos na cavidade das árvores após o acasalamento. Uma ninhada tem entre 9 a 12 ovos e a postura é normalmente em abril ou maio. Apesar do macho poder defender a fêmea na ninhada, bem como os ovos durante a incubação, ele próprio não incuba os ovos e parte antes deles eclodirem.Pouco depois da eclosão dos patinhos, a mãe voa para o chão e treina os patinhos a pular do ninho. Após todos os patinhos estarem fora da árvore, eles irão seguir a sua mãe até a lagoa nas proximidades, onde se encontram novamente com o Macho Pai da ninhada.

Os mandarins, na natureza ou em piquetes ao redor de lagos, alimentam-se principalmente de plantas, gramíneas e sementes. Esta espécie também adiciona caracóis, insetos e pequenos peixes à sua dieta. A dieta de um pato mandarim muda de acordo com as estações; no outono e inverno, eles comem essencialmente grãos. Na primavera, eles comem acima de tudo insetos, caracóis, peixes e plantas aquáticas. No verão, eles comem vermes, pequenos peixes, rãs, moluscos e pequenas cobras. Eles alimentam-se principalmente próximo do amanhecer ou anoitecer, ficando empoleirados nas árvores ou no chão, durante o dia.

Quando criados em lagos em sítios, chácaras e casa de campo, controle-se ninhos ao redor dos lagos para que possam se reproduzir. Alimentam-se complementarmente de ração de aves. São resistentes a doenças, e a criação e fácil e muito simples.

Sobre a loja

O Sítio Refúgio das Aves, onde está o nosso Criatório do Índio Gigante Lumiar está localizado na região Serrana do Estado do Rio de Janeiro, onde temos uma criação de altíssimo padrão genético da raça Índio Gigante.

Social
Pague com
  • Mercado Pago
Selos

Sitio Refúgio das Aves de Lumiar e Animais Ornamentais - CPF: 279.185.726-53 © Todos os direitos reservados. 2020